quarta-feira, 26 de junho de 2013

Série Mães Doidinhas e seus Filhinhos Aloprados

Eu já fui uma mãe doidinha.
Mas, Deus é bom! Estou aprendendo a ser uma mãe sabidinha ao invés de doidinha.
Estou cá eu assistindo o programa da GNT Meu filho come mal, e lá vejo uma mãe doidinha, enfiando uma colher de sopa na goela da filha, correndo pelo banheiro, até em beixo da mesa para dar comida na boca da menina de 7 anos.
Eu aprendi que eu preciso estabelecer as regras na hora da alimentação. A Isa adora dançar, cantar, pular, era uma verdadeira brodway aqui em casa, mas, estabeleci no começo da refeição, que ela deve comer sozinha, sem se levantar da mesa, deve esperar todos se sentarem e depois da oração começar a comer.
Pois é, não é que está dando certo!!!! YEY!!!
Mas, nem sempre foi assim. Ela dançava, queria comer eu dando na boca, recusava alimentos, chorava, e ainda houve uma vez que ela disse que não iria comer.
Eu simplesmente disse: OK! Seu prato estará aqui quando vc quiser comer.
Ela dormiu, quando acordou pediu leite, eu disse que ela teria que almoçar para ter a liberdade de tomar o leite.
Ela almoçou, e nunca mais aprontou dessas.
A criança não sabe ser dona do próprio nariz, pelo contrário, precisa que sejamos seu guia.
Nós temos que nos livrar do rótulo de doidinha para nos tornarmos sabidinhas...

ps- esse "slogan" aprendi no curso de Paternidade, dado pela UDF, pelo Pr. Dinart Barradas!!!!


Nenhum comentário: